sexta-feira, 19 de junho de 2020

Rectificação na análise de Corey Coolbrew


Planeta Sinclair errou numa análise ao jogo Corey Coolbrew (ver análise aqui). Na altura ficámos encalhados no nível 12, pois não conseguíamos recolher a chave que abria a porta para o nível seguinte. Baseámos portanto a análise no que até ai tínhamos visto, e mantemos a mesma opinião em alguns aspectos: o jogo de forma alguma é inovador. Não é mau, nem tem nada de errado, mas também nada que o distinga de muitos outros do género. Pelo menos até ao nível 12, que foi o que conseguimos analisar, conforme ressalva que deixámos na análise original.

Agora, graças a Modern ZX-Retro Gaming descobrimos onde estava o problema. Para se recolher a chave, tem que se carregar na tecla para "baixo", o que permite ao nosso personagem dar um salto maior e chegar a ela. No entanto, como não o vimos nas instruções, pelo menos de forma explícita, não nos apercebemos que esta opção era possível.

Conseguimos então ver os restantes níveis, e tendo em conta que pouco mais de um terço do jogo tínhamos visto até ai, descobrimos algumas diferenças que fazem com que possamos aumentar a nota dada ao jogo, nomeadamente novos inimigos e tipologias de obstáculos (bem como por termos percebido que neste aspecto não existia um bug).

Deixamos aqui outra nota: Corey Coolbrew saiu no dia 31 de Maio. No dia 8 de Junho, um dia depois da review de Planeta Sinclair, o seu autor, Jason Oakley, coloca um update ao jogo na sua página, referindo o seguinte:

A player has notified me by email that there were exit keys missing from level 24. It turns out they were missing from all levels 24 and above. Also my Game Completed code and quite a bit of other code was also missing. I have re-coded all of the missing code including keys and Game Completed code.

Ou seja , existe um update à versão original, pois um bug impedia que se conseguisse chegar ao final do jogo. Aconselha-se assim a quem tenha a versão antiga, descarregue agora a correcta, podendo fazê-lo aqui.

Fica então a classificação final do jogo, agora que conseguimos analisá-lo na totalidade. Desde já as nossas desculpas a Jason Oakley.

Sem comentários:

Publicar um comentário