Páginas

Páginas aconselhadas

sábado, 15 de agosto de 2020

Jetpac RX


Nome: Jetpac RX
Editora: NA
Autor: Allan Turvey
Ano de lançamento: 1983 / 2020
Género: Shoot'em'up
Teclas: Redefiníveis
Joystick: Kempston
Memória: 48 / 128 K
Número de jogadores: 1

Sempre demonstrámos a admiração que tínhamos por Jetpac, clássico de 1983 da Ultimate Play the Game, que inclusive votámos como o oitavo melhor jogo de sempre para o Spectrum (ver aqui). Apesar de ser um shoot'em'up muito simples (e a correr em 16K), tem uma jogabilidade excepcional e é cativante como poucos. É daqueles jogos que voltamos constantemente a carregar, e por coincidência, ou talvez não, ainda no dia anterior a esta review ser escrita, fizemos campeonato de Jetpac aqui por casa, utilizando para tal o Spectrum Next. Há coisas que ficam para sempre...

Não vamos estar a descrever em pormenor Jetpac. O jogo é bem conhecido de todos, pelo que apenas deixamos os conceitos básicos. O astronauta que controlamos é deixado à deriva num planeta hostil e tem que recolher os pedaços de nave e posteriormente o combustível, que permite fazer com que a nave levante vôo e nos leve para o nível seguinte. Para o evitar, dezenas de inimigos de oito diferentes tipos vão deambulando pelo planeta, alguns em padrões regulares, e por isso mais fáceis de serem evitados, outros com padrões aleatórios, aumentando a imprevisibilidade, outros ainda que nos perseguem. Existem quatro naves diferentes (U1 a U4), ao longo de 16 níveis, voltando-se então ao primeiro. O jogo original não é particularmente difícil, pelo que após algum treino consegue-se completar todos os níveis, entrando-se então na luta pelo recorde de pontos.


Allan Turvey resolveu então recriar Jetpack. Não estamos perante um remake puro e duro, até porque por razões legais não seria possível. Antes um patch que é colocado na ROM original do jogo, transformando-o radicalmente, mas com isso torneando quais problemas legais que pudessem existir. É bom que esta questão fique bem clarificada, não vá alguém pensar que o autor está a violar direitos de autor. Vamos então focar-nos nas principais diferenças de Jetpac RX relativamente ao original de 1983.

A primeira é visível assim que se inicia o carregamento do jogo. O ecrã de carregamento, da autoria de Craig Howard, tem agora um aspecto mais polido e moderno, com um novo logo. Ao fundo, em vez das montanhas, vê-se o espaço sideral e alguns planetas, num efeito magnífico. O feixe laser e os resíduos do jetpac estão agora mais realistas. Ao lado o ecrã de carregamento original, contrastando com o da versão RX em cima.

Mas algumas novas funcionalidades foram adicionadas, sendo uma das mais relevantes a da inclusão de um tempo limite para se terminar cada nível. Na realidade não é um tempo limite, mas sim um depósito de oxigénio que vai sendo gasto à medida que o tempo vai passando. A principal consequência é que evita que alguém fique infinitamente num determinado nível, impulsionando a pontuação. Aliás, no original existem pontos onde se pode estacionar o astronauta, e disparando continuamente, nunca é atingido pelos inimigos. Isto não se passa aqui, pois é necessário rapidamente irmos apanhando as células de combustível, expondo-nos ao risco. Alguns dos inimigos também estão mais rápidos e perigosos, (felizmente) aumentando o nível de dificuldade e por consequência o nível de interesse do jogo.

Outra funcionalidade muito interessante: "hover". Carregando na tecla respectiva, o astronauta paira no ar. Confessamos que não a utilizámos assim tanto, talvez porque estivéssemos formatados para a mecânica do jogo original, mas sem dúvida que abre a porta para a utilização de novas estratégias durante o jogo. No original esta opção existia, mas não era praticamente utilizada, pois as teclas que a activavam, eram tudo menos funcionais.

Também existem add-ons adicionais. Assim, se recolhermos as letras E-X-T-R-A, é-nos concedida uma vida adicional. Mas outros bónus podemos conseguir, bastando para isso apanhar o laser, a bomba ou a cruz. Gostamos particularmente da bomba, que faz explodir todos os inimigos em simultâneo, mas o escudo também é bastante útil para quem aprecia uma boa matança sem grandes preocupações de ser atingido. Por outromlado, se o tanque de oxigénio estiver já num nível muito baixo, é possível enchê-lo através de add-ons. E já agora, é conveniente eliminar o máximo de inimigos possíveis, pois isso aumenta a frequência do aparecimento destes bónus.


Ao nível dos cenários, e além da óbvia melhoria gráfica, com sprites com maior definição, as plataformas e a própria posição inicial da nave são agora colocadas de forma aleatória. Quer isso dizer que a melhor estratégia para cada nível é agora diferenciada, estando dependente da disposição dos elementos, além do inimigo com que nos deparamos, obviamente. É assim adicionado mais um elemento de imprevisibilidade ao jogo.

Por fim, outro dos elementos que o programador incluiu: teclas redefiníveis. A Ultimate tinha o irritante hábito de colocar teclas completamente desadequadas e sem possibilidade de serem alteradas. Isso não se passava com Jetpac, cujas teclas até conseguiam agradar a Gregos e Troianos, mas em jogos posteriores, muito ficaram arruinados devido a uma péssima escolha de teclas. De qualquer forma, existe agora a possibilidade de se escolher as teclas, funcionalidade sempre fundamental em qualquer jogo.

Assim, as modificações em Jetpac RX foram tantas, que quase se pode dizer que estamos perante um novo jogo. A fluidez do original foi totalmente mantida, mas a nova roupagem trouxe-lhe novos motivos de interesse. Em breve irá também sair a versão 128K de Jetpac RX, incluindo diferentes melodias e outras novidades. Vão-se então mantendo actualizados acerca dos trabalhos de Allan Turvey, podendo aqui ser consultada a sua página, e podem aqui descarregar o jogo.

6 comentários:

  1. byevoltor

    Hoje é um dia especial....

    Ele não apenas exibiu Bruce Lee Rx ...

    Agora é a vez do Jet Pac !!!!

    Obrigado por nos anunciar nestes dias quentes, um jogo tão refrescante que poucos alcançaram o nível máximo.

    Jet Pac RX e Bruce Lee RX, entrem na lista dos favoritos !!!

    ResponderEliminar
  2. Un 10 a un mod? El juego es fantástico de por sí y es una obra maestra,pero aquí no se ,si se vota al juego original o el mod que tanto como un 10
    Alien Girls si veo un gran trabajo detrás,gráficos y música,en fin

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Avaliei pelo jogo em si, tal como fiz com Bruce Lee. Não por ser MOD. Se fosse avaliar o original também levaria 10.

      Eliminar
  3. byevoltor

    Hace tiempo Javi ortiz, me critico por que puntuase los juegos en planeta sinclair.

    El puntuar los juegos es cuestión de gustos, soy de la vieja escuela, y me agrada la calificación de los juegos.

    Para mi, ya sea un mod del original, o una nueva creación, calificos los juegos por: malos, jugables, buenos y obra maestra, por eso, la puntuación es objetiva, pero siempre cuando un juego supera la barrera de bueno, hay que alabarlo, tenga 37 años o un dia de vuelta a la vida.

    Sigue siendo un numero 10, y para facilitar la carga, y con permiso de planeta sinclair, tenemos un enlace en:
    http://zxspectrum.xyz donde podemos jugar online al Jetcpac RX, o descargarlo compilado en formato TAP.

    Todo el que trabaja en videojuegos para el zx spectrum e informa de todo lo que ocurre en este mitico ordenador, se merecen un 10!!!!!!!

    Javi ortiz há muito tempo me criticou por marcar os jogos do planeta sinclair.

    Classificação de jogos é uma questão de gosto, sou da velha escola e gosto de classificação de jogos.

    Para mim, seja um mod do original, ou uma nova criação, classifico os jogos por: ruim, jogável, bom e obra-prima, portanto, a pontuação é objetiva, mas sempre que um jogo ultrapassa a barreira do bom, você tem que elogie-o, tenha 37 anos ou um dia de volta à vida.

    Ainda é um número 10, e para facilitar o carregamento, e com a permissão do planeta sinclair, temos um link em:
    http://zxspectrum.xyz onde podemos jogar Jetcpac RX online ou baixá-lo compilado em formato TAP.

    Quem trabalha com videogames para o espectro zx e relata tudo o que acontece neste computador mítico, merece um 10 !!!!!!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito obrigado pelas palavras simpáticas Byevoltor. De facto eu avalio os jogos pelo prazer que me dão, não interessando se é de 1983 ou 2020, original, remake ou MOD (já tenho feito reviews de outros MOD). O Jetpac original levaria 10, esta versão melhora ainda mais o jogo original, ainda por cima é gratuita, portanto sibto-me muito confortável dando um 10.

      Por vezes o estado de espírito influenciam a classificação que dou aos jogos. Por norma sou generoso a dar a nota, pois reconheço todo o esforço dos programadores na criação dos seus trabalhos, que só por isso merecem toda a minha consideração.

      Abraço :)

      Eliminar