sábado, 4 de março de 2017

Slap Fight


Nome: Slap Fight
Editora: Imagine Software
Autor: Probe Software
Ano de lançamento: 1987
Género: Shoot'em'up
Teclas: Redefiníveis
Joystick: Kempston, Interface Two
Número de jogadores: 1

Slap Fight foi um dos jogos mais mediatizados de 1987, com amplo destaque (e publicidade) nas revistas da época, e que talvez por isso tenham influenciado as suas reviews, tendo obtido mais simpatia por parte destas do que aquilo que realmente merecia. É que o jogo enferma de alguns defeitos muito relevantes, retirando-lhe grande parte da diversão. Mas já lá vamos.

Em Slap Fight assumimos o controlo da nave slapfighter e temos que sobrevoar o planeta Orac, abatendo tudo o que se mexa (e também algumas coisas que não se mexem). E o jogo até está relativamente bem implementado, sendo o scroll brilhante, contribuindo para a sua fluidez. Para adoçar a nossa boca, alguns inimigos que abatemos deixam uma estrela, que se recolhida, permite-nos depois obter alguns add-ons. Poderemos assim aumentar a velocidade da nossa nave (sendo também mais difícil de a controlar), aumentar o nosso poder de fogo de várias formas, ou conceder um escudo invisível, sendo esta uma opção fundamental para quem quer terminar a missão (há que saber os melhores locais para se utilizar este escudo). É que o grau de dificuldade é grande e um dos maiores defeitos deste jogo, senão o maior, é ser monocromático e as balas dos nossos inimigos perdem-se no meio do cenário, pelo que frequentemente somos abatidos sem saber a razão.


Um bocadinho de cor seria então uma melhoria que muito se aconselhava, nem que para isso tivesse que se carregar cada um dos dois níveis do jogo através do sistema multiload (para os computadores 128 K não seria necessário).

E o número de níveis é outro dos grandes pontos fracos deste jogo. São apenas dois, conforme referimos, e apesar da dificuldade, após memorizarmos quais os inimigos que concedem as estrelas que tanto precisamos e o local onde aparecem, rapidamente terminamos terminamos cada um dos níveis, diminuindo em muito a sua longevidade.

Perdeu-se então aqui a oportunidade de ter um shoot'em'up muito acima da média, para passarmos a ter apenas mais um, ainda por cima sem especiais motivos de interesse.

Sem comentários:

Publicar um comentário