domingo, 3 de julho de 2022

JND: Micromania - 002

Que melhor forma de começar a véspera de Natal de 1989, do que folhear a JND (revista dominical do Jornal de Notícias) só para ler a Micromania? O cheirinho de rabanadas e filhoses, os preparativos e afazeres dos pais para a ceia, aquela ansiedade para que a meia-noite chegue depressa...

Lembro-me perfeitamente de ler as análises de João Cruz dos jogos "Untouchables", "Altered Beast" e "Continental Circus", que tanto me alegraram naquele dia. De facto, as imagens dos jogos foram muito bem escolhidas, despertando o desejo para os adquirir.

Obviamente, as contribuições dos leitores também estiveram presentes na forma de dicas e mini-análises, sempre de leitura aprazível. E claro, não podiam faltar os mapas na Micromania, com os jogos "Robocop" e "Savage" mapeados por Paulo Marta. Curiosamente, este último mapa serviu-me, uns anos mais tarde, para orientar-me na versão MS-DOS de "Savage".

Esta edição, publicada num distante Natal, pode ser obtida neste link. Podem agradecer ao nosso estimado Miguel Brandão, por este pequeno prazer!

sábado, 2 de julho de 2022

Bufonada

 

Angel Colaso, que também dá pelo nome de Roolandoo, autor da obra-prima La Reliquia, acabou de lançar o seu novo jogo, Bufonada. O jogo teve honras de lançamento através do canal de Javi Ortiz, com um directo de grande qualidade, algo a que já nos habituou (podem aqui vê-lo). Tivemos assim oportunidade de assistir em primeira mão aquele que será seguramente um dos jogos do ano.

Quem gostou de La Reliquia ou S.O.L.O. não vai ficar desiludido com este novo trabalho de Roolandoo. Todos os condimentos dos anteriores estão lá (o que é bom sinal), mas tem muitos detalhes novos. Embora o tema seja mais uma vez o medieval, à semelhança de La Reliquia, até porque assumimos o papel de um inútil bobo da corte, que tem que salvar o reino de uma maldição (tal como em Sir Fred, não havia mais ninguém disponível), podemos também assumir o papel do seu animal espiritual, neste caso uma cabra louca e imortal, saltitona como todas as cabras (e muito jeito vai dar esta capacidade). Assim cada ecrã apresenta um quebra-cabeças que tem que ser resolvido, quase sempre sendo exigido passar-se de um para outro personagem com bastante frequência (um pouco como The Goonies). Por vezes é também necessário juntar os dois personagens, pois isso adiciona novas capacidades ao desafortunado bobo (experimentem e vão ver). 

Existem também outros personagens com os quais vamos interagir, um pouco à semelhança de Castlevania: Spectral Interlude, também nos fazendo por vezes lembrar Twenty Four Hour Parsley People - dois jogaços, como sabem. E cada ecrã, além de ter muitos truques e mistérios, que só à custa de muita exploração vamos conseguir resolver, têm também várias formas de serem ultrapassados. Cabe a nós escolher aquela que nos parece mais funcional. Ou que conseguirmos, pois o jogo não é nada fácil, alguns obstáculos são diabólicos, e temos cerca de 30 ecrãs para negociar, repletos de maldades.

Os gráficos são magníficos, com fundos ricamente ilustrados, contribuindo para uma atmosfera envolvente, não muito longe daquilo que se encontrava em La Reliquia. A convidar sempre para ver o que se vai encontrar no ecrã seguinte, este é daqueles jogos que não descansamos enquanto não o terminamos.

Assim, quem quiser experimentar esta maravilha de jogo, apenas tem que vir aqui descarregar e dar uma pequena contribuição ao seu autor, que bem o merece. Será seguramente um dos participantes no GOTY 2022...

Grue-Knapped! (MIA)


Embora Grue-Knapped! já estivesse preservado, a versão com ecrã de carregamento ainda não existia. E era uma pena, pois este jogo criado com o PAW e lançado em 1991, é bastante interessante. Mas agora, graças a Steven Brown, temos acesso a mais uma pérola completa...

Poderão aqui descarregar este jogo.

Spaceship (MIA)


Ainda se recordam de Spaceship, um dos primeiros jogos do Zé Oliveira? O Zé já nos tinha enviado o jogo em 2020 (formato .z80), e a Paula Silva até tinha criado um .tap. No entanto, este não estava exactamente como o original (por exemplo, não permitia voar para a esquerda). E a comunidade já sabe como gostamos de preservar os jogos exactamente como aquando do seu lançamento original... 

Assim, o Zé meteu mão à obra, e entre tantos fazeres relacionados com o Concurso de Basic Apascalado e muitas outras coisas nas quais nos tem dado apoio, conseguiu arranjar tempo para criar o .tap original, contemplando as várias versões existentes. 

Deixamos ainda algumas curiosidades relacionadas com o desenvolvimento de Spaceship. Assim, este jogo foi escrito em BASIC mas inclui 3 rotinas em código máquina. Duas das rotinas em código máquina servem para o SCROLL esquerdo e direito e foram extraídas de SUPERCODE (CP Software, 1983). 

A outra rotina é um efeito especial visual que o Zé Oliveira escreveu em linguagem Assembly. Esta rotina revelou um efeito inesperado: quando visualizada num televisor a preto e branco, criava a ilusão de óptica de cores esbatidas (castanhos, verdes escuros, etc.). É preciso ver para acreditar e, nesta altura é difícil provar isto, pois todos os televisores são a cores. Mas, se forem ao museu LOAD ZX Spectrum poderão ver com os próprios olhos num televisor a preto e branco.

Assim, para aqueles como nós que gostam de ter a colecção completa, podem agora vir aqui descarregar as várias versões de Spaceship, um emblemático jogo nacional. Podem também aqui jogar online.

sexta-feira, 1 de julho de 2022

Grand Prix (MIA)


Grand Prix foi lançado pela Micromate, presume-se que nos primeiros tempos do ZX Spectrum, pois o jogo é inteiramente escrito em BASIC. No entanto, nunca tínhamos sequer ouvido falar desta editora, pelo que se presume que não tenha sido muito divulgado. De qualquer forma, agora, graças a Steven Brown, temos acesso a mais um jogo que se encontrava perdido.

Poderão aqui descarregar Grand Prix.

A Capital: Pokes & Dicas - 07 de Dezembro de 1984


A última Capital que temos de 1984, infelizmente está cortada. Falta-lhe a imagem do jogo que precisamente tem destaque no suplemento, Sabre Wulf, e inevitavelmente, no reverso da página, o artigo do Eurico da Fonseca.

De qualquer forma, é melhor que nada e ficamos já com o cheirinho do que foi a primeira semana de Dezembro de 1984.

Poderão aqui descarregar o suplemento.

Tutorial do Concurso #19: Gráficos de funções

Apresentamos hoje mais uma pequena aplicação matemática escrita em BASIC Apascalado para familiarizar os concorrentes com esta técnica insólita de programar no ZX Spectrum. Os programas vão ser todos escritos em inglês para benefício dos concorrentes estrangeiros.

A aplicação de hoje é um programa para fazer um gráfico 2D da função Y = F(x). O programa começa com uma função já atribuída para facilitar a execução aos menos familiarizados com este tema.

Convidamos os leitores a examinar a listagem e a fazer alterações no programa. Todos os programas BASIC Apascalado que apresentamos nesta série podem ser melhorados e todos os leitores estão convidados a melhorá-los.

Para ler as duas listagens é mais fácil aqui.

Para fazer download dos ficheiros, clicar aqui.

Para correr o programa online, clicar aqui.

Quem estiver interessado em participar no concurso, pode ler o regulamento aqui.

Cacorm


Inufuto, o programador Japonês que se tornou conhecido por converter os seus jogos para dezenas de plataformas, volta a atacar. Deste vez é Cacorm, um jogo muito simples (tal como todos os deste programador), mas cativante. 

O objectivo é comermos todas as estrelas amarelas do ecrã. Para isso controlamos um pequeno ser esverdeado, que vai deixando um rasto. Quando fechamos o rasto, todas as estrelas que lá estão dentro são eliminadas. O problema é que somos perseguidos por inimigos e embora não possam atravessar o rasto deixado pelo nosso ser, também não são eliminados por ele. Se limparmos o ecrã de estrelas, passamos ao nível seguinte, agora um pouco mais difícil.

Poderão vir aqui descarregar Cacorm.

quinta-feira, 30 de junho de 2022

Jogo do Mês: Bearsden Primary ZX Spectrum Games

GrafDes 3000 (MIA)


Aqui temos mais um programa de criação de UDGs enviado por Steven Brown.  GrafDes 3000 foi lançado pela Deltasoft em 1984 e ainda estava dado como perdido nas principais páginas dedicadas ao ZX Spectrum. Não está mais...

Poderão aqui descarregar este utilitário.

Insistente e Minimiza (ZX81 type-ins)


Em 1983, o Zé Oliveira desenvolveu dois pequenos testes matemáticos para o ZX81. Entretanto, utilizando a listagem com o código que ainda guardava, aproveitou para digitar os programas, ficando agora preservados em formato digital. Como o Zé tinha convertido a maior parte dos programas para ZX Spectrum, tinha descartado os de ZX81.

Poderão vir aqui descarregar Insistente e visualizar aqui o programa,  e descarregar aqui o Minimiza, ou visualizá-lo aqui. Boas experiências!

quarta-feira, 29 de junho de 2022

Wonderworm (MIA)


E Steven Brown volta a dar-nos uma pérola... The Adventures of Worm, também conhecido por Wonderworm, retrata as aventuras de uma minhoca castiça que tem uma certa urgência em ir à festa que o seu tio preparou. O problema é que o caminho até lá, apesar de em termos humanos ser curto, é longo e tortuoso para uma simples minhoca. 

Este jogo foi lançado em 1984 pela Havensoft e na altura teve críticas muito favoráveis. Contém algumas ilustrações muito básicas (ou não tivesse sido programado em Basic), o que quer dizer que é fácil entrar no programa e correr todas as opções. No entanto, desafiamos os nossos leitores a completarem este excelente jogo sem batotas...

Poderão aqui descarregar mais esta maravilha que o Steven Brown nos enviou.

VideoBasic número 19

Continuando a partilhar a colecção VideoBasic, desta vez temos o número 19 (cassete + revista). Mais uma vez podem contar com imensas dicas, utilitários e até alguns jogos. É sem dúvida a melhor publicação do género.

Poderão vir aqui descarregar o número 19 da VideoBasic.

Viagem Turística (MIA)

Do lote de cassetes que o Octávio Neves nos emprestou, encontrámos mais uma preciosidade, um pequeno jogo de tabuleiro para duas pessoas, muito interessante. Tanto que até consegue divertir se assumirmos o papel dos dois jogadores em simultâneo. É tudo muito baseado na sorte, mas pelo meio há decisões estratégicas a tomar, que lhe dão algum "sal".

Poderão vir aqui descarregar Viagem Turística. Se alguém tiver informações sobre a origem deste jogo (eventualmente algum type-in), somos todos ouvidos.

terça-feira, 28 de junho de 2022

Ghost Rider (MIA)


Hoje temos um engraçado jogo de plataformas de 1984 e que ainda estava dado como perdido. De facto, Ghost Rider é divertido, temos é algumas dúvidas que o preço a que foi originalmente comercializado tenha sido assim tão atractivo, pois estava acima daquilo que era normal para este tipo de programas.

Poderão vir aqui descarregar o jogo, cortesia de Steven Brown.

Capa e instruções para Mineiro I


Não é jogo novo, Mineiro I já estava preservado. No entanto, além da capa estar bastante deteriorada, faltavam as instruções. Mas agora, graças ao Ricardo Cruz, conseguimos ter acesso a uma capa com melhor aspecto e ao pequeno livreto com instruções.

Poderão assim vir aqui descarregar este lançamento completo. Para quem não sabe (mas deve suspeitar), Mineiro I é a conversão de Manic Miner para o TC 2068, aproveitando as capacidades gráficas extra.

segunda-feira, 27 de junho de 2022

Blackjack (MIA)

Existem dezenas de versões de Blackjack, mas esta que vinha numa das cassetes que o Octávio Neves nos emprestou, ainda não estava preservada. Foi programada em Basic, no entanto não conseguimos encontrar informação sobre a sua origem.

Poderão aqui descarregar Blackjack.

GhoSte's Grunge


GhoSte's Grunge aparentemente será o primeiro trabalho de Buck para o ZX Spectrum. Apresenta um simples jogo de plataforma no qual recolher instrumentos de música é fundamental. São apenas 14 ecrãs e os gráficos são razoáveis, mas tem um grande senão: a escolha de teclas é pouco funcional para quem jogue na máquina real (e até em emuladores) e irá fazer com que muita gente descarte o jogo, o que é pena.

De qualquer forma, se a configuração "578" + "Space" é do vosso agrado, podem aqui vir descarregar o jogo e dar uma pequena contribuição ao seu autor.

domingo, 26 de junho de 2022

Ganeymede (MIA)


Ganeymede é uma pequena aventura desenvolvida em 1983, mas com um conceito interessante, que aliás, foi mais tarde plagiada pelos alemães. Mas temos agora a versão original, vinda de Steven Brown, pois claro.

Poderão aqui descarregar Ganeymede.

LOAD ZX 40: "Ninja World in the ZX Spectrum" - Clive Townsend

E é já hoje que lançamos o último vídeo das celebrações do 40º aniversário do ZX Spectrum. E que grande de maneira de terminar esta jornada com a sessão do Clive Townsend moderada pelo Luís Rato.

Criador da mítica saga Saboteur, Clive viajou para Portugal para nos falar da sua carreira e da sua paixão pelo Spectrum para o qual, até hoje, desenvolve jogos inclusive o Saboteur: Deep Cover, que ganhou o prémio de melhor aventura de texto na edição de 2021 do GOTY.

A sessão contou com a intervenção surpresa de uma figura que os fãs de spectrum Portugueses irão reconhecer certamente - mas não vamos estragar a surpresa.

Junte-se a nós para o último vídeo do evento hoje, dia 26 de Junho, às 21h de Portugal. Foi com um enorme prazer que partilhámos estas 12 sessões do evento, com convidados nacionais e internacionais de enorme relevância. Esperemos que todos tenham gostado. O evento dos 40 anos do ZX Spectrum fica assim oficialmente terminado. Muito obrigado.

CM: Os Jogos no Computador - 071

Hoje trazemos a edição de "Os Jogos no Computador" do Correio da Manhã, publicada em 25 de Novembro de 1990.

As duas páginas do espaço dedicado aos videojogos foram preenchidas com a análise (multi-plataforma) ao jogo Sim City, além de muitos pokes e dicas. Na habitual secção dos leitores foram apresentados novos clubes de jovens aficionados: “VIP Soft”, “Newgame”, “Soft Catujal Clube” e “The Group of Spectrum’s”. Ainda destacamos a análise crua, mas sincera, do segundo número do fanzine "New Soft".

Vocês podem descarregar a digitalização desta edição neste link, graças ao trabalho de Mário Moreira

JND: Micromania - 001

Com certeza, muitos fãs nortenhos do ZX Spectrum ainda guardam memórias da Micromania, a secção dedicada aos videojogos do JND, suplemento dominical do Jornal de Notícias. Este espaço ocupou a atenção dos seus ávidos leitores entre o final dos 80s e o começo dos 90s. De tal forma, que até hoje despertará memórias da ansiedade que se sentia ao comprar o jornal, só para ler a Micromania nas manhãs de domingo.

Não terá sido a maior, ou a mais completa secção de entre as várias publicações da época, mas era a "nossa", a do pessoal do norte. O seu conteúdo nunca mudou muito ao longo do tempo, com duas económicas páginas, divididas de forma equilibrada, entre novidades, análises e contribuições dos leitores.

A elegante simplicidade da Micromania foi a marca da dedicação de João Paulo Cruz, que capitaneou este "barco rabelo" durante 4 anos, entre 1988 e 1992. Editoriais sóbrios, análises ponderadas e concisas, com apelos à criatividade dos leitores nas contribuições, publicadas na segunda página de (quase) todas as edições.

E não podia ser de outra forma! Antes da Micromania, o Paulo foi também um leitor que se destacou dos demais, pelo talento e criatividade dos seus mapas e ilustrações, por ele enviados para o jornal "A Capital", demonstrando uma veia artística para a banda desenhada. O Planeta Sinclair abordou esta faceta do Paulo Cruz neste post!

Mas continuemos! Como foi referido inicialmente, muitos fãs, hoje adultos, guardaram inúmeras memórias. Alguns outros também os recortes dessa época. Um tesouro acumulado em pastas e dossiers, por sua vez, esquecidas em caixas ou armários. Um desses fãs deu-se ao trabalho de digitalizar estas memórias, o qual demos conta neste link.

Pois bem, o Miguel Brandão foi esse fã que, anos atrás, nos trouxe esse material, como homenagem a esses tempos felizes. Infelizmente, os recortes não estavam devidamente catalogados e ordenados, havendo várias edições em falta! Os fãs da Micromania jamais se poderiam sentir satisfeitos, e a preservação da Micromania não estaria completa. Mas tal facto não terá desanimado o Miguel a resgatar a Micromania do esquecimento...

A perseverança dele foi recompensada e, recentemente, o Miguel conseguiu recuperar quase todo material da Micromania, note-se, ordenado cronologicamente! Inclusive também foi resgatada a Micropanorama, secção sem ligação à primeira, e que o João Cruz escreveu numa fase posterior. Podem saber mais sobre a Micropanorama e obter os seus recortes (digitalizados pelo Miguel Brandão) no nosso blogue irmão Planeta MS-DOS.

O trabalho do Miguel não está terminado. Este encontra-se à procura do material mais antigo e em falta. Mas fãs da Micromania, preparem os vossos corações! Pois, a partir deste domingo, graças à diligência do Miguel, iremos publicar uma edição todas as semanas, das 128 edições já recuperadas. Esperamos nós, que traga de volta, ainda que de forma efémera, aquela sensação de borboletas na barriga que antecipava a compra do jornal!

Começamos com a edição de 17 de dezembro de 1989 que inaugurava um novo formato colorido. Até essa data, o JND era um suplemento em formato de jornal a preto e branco, estreando-se no formato de revista a cores, o que se reflectiu na própria Micromania e no editorial do Paulo, o qual aconselhou os leitores a enviarem os materiais a cores.

Apesar do novo formato, o conteúdo não mudou. Mantiveram-se as rubricas: "O que já se joga", "Jogos de topo", "Juízes Nacionais" e "Trabalhos dos leitores". É nestas duas últimas que reside (pelo menos, na minha opinião), o segredo do fascínio que a Micromania exerceu nos seus leitores. Os juízes nacionais davam (literalmente) a face nas suas críticas (quanta responsabilidade!), e os trabalhos dos leitores consistiam em mapas de jogos, detalhados e criativos, como é o caso que mostramos abaixo, com o 2º nível de "Batman, The Caped Crusader".

De certo modo, era o que de mais próximo tínhamos de uma comunidade (maioria de meninos, mas também de algumas meninas), numa época em que se trocava correspondência sobre dicas, pokes e mapas de jogos. A magia desse tempo já lá vai; só nos resta relembrá-lo, e documentá-lo para a posteridade. Quanto ao João Cruz, o timoneiro da Micromania, esse encontra-se M.I.A. (missing in action). Infelizmente (ainda) nada sabemos sobre ele hoje...

E por falar em comunidade e preservação, mais uma vez, não nos cansaremos (eu particularmente) de agradecer ao Miguel Brandão pelo trabalho fantástico feito até agora. Sem mais demoras, a primeira edição digitalizada pode ser obtida neste link.

PS1: a secção "Os Jogos no Computador" do CM agora será partilhada no início das tardes de domingo.

PS2: os mais atentos irão identificar uma flagrante gralha nesta edição da Micromania; saberão identificar qual é? Escrevam nos comentários!

sábado, 25 de junho de 2022

The French Mistress (+3 MIA)


Esta é uma entrada estranha vinda de Steven Brown, mas deixamo-la à mesma. The French Mistress é mais um programa dedicado ao ensino do francês (já pensavam que tinha terminado, não era). Mas tal como tudo o que vem desse país, e já a Your Sinclair o dizia, é sui generis. O melhor é verem por vós...

Poderão aqui descarregar The French Mistress, a compilação para o +3 com os vários níveis...

Centauro n.º 1

Sabíamos da existência do magazine informático Centauro, pois tinha sido anunciado nas páginas do MicroSe7e. Tinham sido referidos dois números (os que temos), e muito provavelmente a revista ter-se-á ficado por ai. E é pena, pois entre algumas curiosidades, jogos e utilitários, segredos, pokes, etc., a revista tinha conteúdo suficiente para atingir outros vôos.

Hoje vamos disponibilizar o número 1. O número 2 ficará para o próximo mês, pois assim terão tempo para analisar devidamente este lançamento.

Poderão aqui descarregar Centauro 1.

sexta-feira, 24 de junho de 2022

The Dragonslayer Trilogy (MIA)


Da colecção Dragonslayer fazem parte as aventuras Dragon Slayer, Death or Glory e The Final Battle, todas lançadas entre 1992 e 1993. Foram depois reunidas numa disquete para a versão +3 e que ainda não estava preservada. Mas agora, graças a Steven Brown, temos acesso a mais este lançamento.

Poderão aqui descarregar The Dragonslayer Trilogy.