segunda-feira, 19 de outubro de 2020

Cardinal Chains


Nome: Cardinal Chains
Editora: Compiler Software
Autor: Miguel Prada
Ano de lançamento: 2020
Género: Puzzle
Teclas: Não redefiníveis
Joystick: Não
Memória: 48 K
Número de jogadores: 1

Cardinal Chains é um quebra-cabeça minimalista no qual temos que passar por cima de todos os blocos do tabuleiro. No entanto, apenas podemos passar para um bloco adjacente com valor maior ou igual aquele que nos encontramos. Não podemos voltar a passar por blocos por onde já tenhamos passado e se ficarmos bloqueados, resta recomeçar o nível.

Dito assim parece muito simples e os primeiros níveis são mesmo muito imediatos e simples, pois apenas tem um bloco como ponto de partida. Mas a partir de certa altura o número de blocos de partida aumentam, aumentando também o grau de dificuldade, pois temos muitos caminhos possíveis por onde se passar. No entanto, o número de opções é sempre limitado por não podermos passar para blocos com valor inferior, pelo que o grau de exigência não é por ai além.


Os gráficos são minimalistas e o som inexistente, sentindo-se a falta de uma melodia de fundo e sprites mais animados que cativasse mais o jogador. Afinal de contas, foi isso que fez com que alguns quebra-cabeças simples lançados nos anos 90, por editoras como a Ocean Software (Puzznik, por exemplo), tivessem tanto sucesso.  

Cardinal Chains é a conversão para o ZX Spectrum de um original criado por Daniel Nora para os sistemas atuais. Nesta versão conseguiu incluir-se 313 níveis. Sim, leram bem, 313 níveis, pelo que quem gostar do género tem aqui muito com que se entreter.

Sem comentários:

Publicar um comentário