sábado, 2 de janeiro de 2021

Jogos da competição Mazmorras 2020

Foram cinco os jogos que participaram na competição Mazmorras 2020. Segue uma brevíssima análise sobre cada um deles.

1. El Tesoro del Dragon

Um RPG constituído por duas fases e vários níveis. A primeira bastante fraca, por sinal, pois apenas temos que tentar alcançar a porta de saída, evitando os pontos amarelos, que tomam movimentos padronizados. Em Basic raramente este tipo de desafios resulta. Felizmente que é muito breve, entrando-se depois na fase mais interessante, na qual temos que derrotar uma série de inimigos (jogando aos dados), encontrar chaves e a porta de saída do labirinto. O problema é que apenas nos podemos deslocar virando para a direita, levando-nos muitas vezes a ficar bloqueados e a ter que recomeçar o nível. Interessante e engenhosa a forma de movimentação da nossa personagem, num jogo criado por A. Tomy Prez.


2. Herocults

O segundo jogo da competição foi criado por Antonio Llano, e além do típico labirinto RPG, mais uma vez utilizando dados, contém outras variantes, nomeadamente os feitiços e as lutas com espada, que abrem mini-jogos que temos que vencer, fundamentais para se conseguir derrotar os inimigos. O objectivo é recolher as moedas de ouro, mas para isso, antes temos que encontrar as chaves que desbloqueiam as portas, assim como comida e outros bónus. Seria sempre um jogo interessante, mesmo que tivesse sido criado em ASM, sendo em Basic, está aqui um trabalho fabuloso e que vai manter muita gente entretida até se conseguir passar todos os níveis. Além disso inclui um manual que é um verdadeiro luxo. 


3. Mazmorras de Tokat

Neste desafio criado por Salvador Camacho, existem quatro masmorras que temos que percorrer à procura de tesouros. Mas estas têm armadilhas e também alguns inimigos, que temos que derrotar aos dados. Se não tivermos sorte no jogo, embora se derrote o inimigo, perde-se um pouco de energia. Quando esta se esgota, o jogo termina. Infelizmente o acaso (sorte ou azar) é quem reina aqui, pois avançamos às cegas, sem que seja exigido grande estratégia da nossa parte, ao contrário dos dois jogos anteriores. Embora esteja bem concebido, a ideia precisava de ser mais bem afinada para que se tornasse um desafio interessante.


4. Huida de Moria

Os jogos de plataformas também não faltaram na competição, num jogo criado por José Vélez. Claro que os labirintos não faltam, ou não fosse essa a principal temática da competição Mazmorras 2020. Sendo um jogo criado em Basic, a movimentação dos personagens neste tipo de jogos é necessariamente penalizada, mas até jogando a nosso favor, permitindo-nos mais facilmente escapar aos inimigos e armadilhas. Nota curiosa relativamente aos objectos que apanhamos, algumas vezes ajudam-nos, outras nem por isso.



5. Ratos

E o último jogo a entrar na competição foi desenvolvido por Mariano Chiaverano, que através do grupo do AsteroideZX desenvolveu os seus dotes em Basic. Assumimos as dores de um rato de laboratório, que tem que recuperar os seus quatro filhotes, mas para isso tem que evitar inúmeros obstáculos e inimigos, ao mesmo tempo comendo o queijo que se encontra à sua disposição. Parece-nos uma boa evolução relativamente ao seu primeiro jogo (Granher), pegando numa temática bastante original.


Foi assim feita uma pequena apresentação dos cinco jogos a concurso. Durante o dia de hoje iremos saber os resultados. Se tivéssemos que apostar num, a nossa escolha recairia em Herocults.

Sem comentários:

Publicar um comentário