terça-feira, 10 de março de 2020

Monte Infierno


Nome: Monte Infierno
Editora: NA
Autor: Ddann
Género: Estratégia
Ano de lançamento: 2020
Teclas: NA
Joystick:  NA
Memória: 48 K
Número de jogadores: 1

Monte Infierno tem características diferentes dos jogos que têm aparecido na competição Basic 2020, com excepção de Ad Lunam. Mas enquanto que este  último está mais virado para a gestão de recursos, Monte Infierno é um puro role playing game. Em termos de mecânica de jogo, e até a própria história, faz-nos lembrar bastante Zx Nights, criado pelo português Valdir, no entanto, sendo programado exclusivamente em Basic, perdeu-se bastante da profundidade deste, além de também não existir qualquer componente gráfica. Conseguirá mesmo assim manter o interesse? É o que vamos ver...

Antes de se começar a aventura, deve-se ler as instruções. Estas não são muito claras, não contendo toda a informação necessária para se conseguir perceber Monte Infierno em toda a sua amplitude, mas pelo menos contém algumas dicas úteis. São essas que aqui vamos deixar, juntamente com a nossa experiência depois de passar um bom par de horas a tentar aniquilar Baal. E para o fazer teremos que escalar sete níveis até Monte Infierno (nome bastante apropriado) e derrotar muitas aberrações pelo caminho.


O primeiro passo é escolher as características da nossa personagem. Contém vários tipos de atributos, e estes vão sendo definidos aleatoriamente até seleccionarmos a combinação que nos satisfaz, fazendo lembrar Heavy on the Magick. São seis os atributos que variam:
  • CON: constituição
  • STR: força
  • DEX: agilidade
  • WIL: força de vontade
  • INT: inteligência
  • STA: energia
Os mesmos são combinados para formar os ataques ou defesas sempre que defrontamos os monstros que aparecem no caminho. Quando isso acontece, e podemos apanhar monstros fracos, medianos e fortes, e por fim Baal, além de podermos fugir ou esconder-nos (depende da quantidade que temos de atributos, nomeadamente de mais dois que ainda não falámos, STH (capacidade de passarmos despercebidos) e SPD (velocidade). Mas quando a única opção é o combate, vamos ter então que ter em conta as características que definem o ataque e a defesa, nomeadamente:
  • Ataque: Force = CON + STR - Skill = STR + DEX + WIL - Magic = WIL+ INT
  • Defesas: Force = CON - Skill = STR + DEX + WIL contra ataques em Force, ou DEX + WIL contra ataques em Skill, ou STR + WIL contra ataques em Magic - Magic = WIL+INT
Cabe a nós escolher o tipo de ataque que queremos optar, a defesa é seleccionada normalmente de forma automática, sendo que as nossas escolhas vão influenciar o decurso da batalha e logicamente o vencedor e vencido. Se formos o vencido, apenas nos resta reiniciar a aventura, se vencermos, subimos mais um degrau na dura escalada até ao Inferno.

Quando vencemos um monstro vamos então obter algumas capacidades extra que podemos usar antes da batalha seguinte, no entanto a experiência e a melhoria nos atributos só se consegue derrotando os adversários mais difíceis. Mas até lá chegar, teremos que ir vencendo muitos adversários menores, só depois estaremos aptos a ir avançando de nível. Podemos avançar sempre que nos dê na real gana (opção LEV), mas convém não dar um passo maior que a perna. Quando sentirmos que estamos aptos a defrontar Baal, um adversário temível, poderemos ir então até ao nível 7, isso se não levarmos com ele antes (já irão perceber porquê).


Quanto aos monstros que se encontra em cada nível, estes são:
  1. fáceis
  2. Fáceis e médios
  3. Fáceis, médios e difíceis
  4. Médios e difíceis
  5. Médios, difíceis e Baal
  6. Difíceis e Baal
  7. Baal
O jogo é então assim um desenrolar de pequenas batalhas, tendo que se contar com alguma sorte nos adversários que enfrentamos, mas acima de tudo muita estratégia, por forma a conseguirmos melhorar os nossos atributos e ter armas suficientes para competir com Baal. Daí que seja ponto importante permanecer-se nos níveis 3 e 4 o máximo tempo possível, aumentando as nossas capacidades.

Monte Infierno tem ainda duas características interessantes. A primeira, a cada nível corresponde um border diferente (o sétimo é naturalmente preto). Mas também de cada vez que iniciamos a aventura, além dos nossos atributos serem gerados aleatoriamente, também os tipos de monstro o são, não havendo portanto nunca dois jogos exactamente iguais.

Monte Infierno não é para todos, mas quem gosta do género seguramente que irá passar aqui umas horas divertidas...

Sem comentários:

Publicar um comentário