sexta-feira, 8 de maio de 2020

Teletexto - The Videogame


Nome: Teletexto - The Videogame
Editora: NA
Autor: Ancientbits
Ano de lançamento: 2020
Género: NA
Teclas: NA
Joystick: NA
Memória: 48
Número de jogadores: 1

A criatividade dos participantes na competição BASIC 2020 não pára de nos surpreender. Assim, a proposta do colectivo Ancientbits não é um jogo. Ou melhor, também é um jogo. Confusos? Isso porque Teletexto - The Videogame simula este serviço tão popular nos anos 80. Quem desconhece o que é isso do teletexto, pode-se definir como um serviço informativo televisivo que foi desenvolvido no Reino Unido na década de 1970, tendo passado bastante mais tarde para o nosso país (apenas na década de 90). O serviço oferece uma panóplia muito abrangente de informações, normalmente notícias, a programação dos canais (talvez o mais popular de todos os serviços), boletim meteorológico, etc., etc.. E pelo meio encontravam-se alguns jogos, muito básicos, claro, mas na altura também não éramos muito esquisitos...

Quando ligávamos o teletexto, aparecia um menu inicial com um índice de temas e de páginas, numeradas através de uma sequência de três números. Seleccionando um número, marcando-o com o comando da televisão, o receptor esperava uns segundos até a informação requerida ser transmitida novamente, momento no qual víamos os números a passarem rapidamente, devolvendo então a informação que é mostrada no televisor. Alguns sistemas mais sofisticados usam uma memória para guardar algumas informação ou todas as páginas para serem apresentadas instantaneamente, como no caso recriado em Teletexto.


Teletexto - The Videogame simula então este popular serviço, incluindo no "pacote" 10 pequenos jogos, e mais cerca de uma dúzia de páginas divertidas (não as vamos aqui mostrar para não estragar a surpresa). Uma pena apenas estarem em castelhano, pois se para nós, portugueses, isto não representa qualquer problema e conseguimos apanhar toda a informação sem problemas, já os nativos de outras línguas, poderão não conseguir captar algumas das "private jokes" inseridas no meio dos textos. De qualquer forma os jogos são universais, e sendo a maioria tão simples, dispensam quaisquer instruções, bastando conhecer-se as teclas.

Estes 10 jogos são também muito pequenos, o que já era de esperar, pois estão incluídos num programa que ocupa apenas 47K. Não se espere assim por grandes inovações, não são mais do que pequenos type-ins, semelhantes aos que apareciam em muitas revistas e livros 35 anos atrás. No entanto primam pelo bom humor, deixando-nos com um sorriso de orelha a orelha, pelo menos enquanto são novidade. 


Na primeira imagem consegue-se ver um índice de algumas das temáticas gerais. Inserido-se o código de três números, entra-se num novo índice ou directamente no jogo / programa. Irão reparar que algumas páginas não funcionam, não é bug, é mesmo propositado, representando no fundo páginas em construção, ao qual não falta o ruído de estática comum nas tv's. No entanto, para aqueles que não têm paciência para correr todos os índices, a equipa programadora criou ainda uma capa para a cassete, contendo os códigos com todos os programas relevantes (10 jogos e as restantes páginas com utilidades ou inutilidades diversas). Deixamos os códigos aqui ao lado para que mais rapidamente possam aceder ao "sumo" de teletexto.

Teletexto é assim um programa extremamente original, condensando uma série de jogos não tão originais. Faz-nos lembrar um pouco o conceito do magazine Woot!, onde no meio de cartoons, reviews, e artigos diversos, aproveita para adicionar alguns pequenos jogos que de outra forma não iriam ter o reconhecimento devido.

A nossa única dúvida será relativa ao factor longevidade. Isto porque, passando a novidade, será um programa que apenas se vai carregar esporadicamente. Mas isso pouco importa, gozámos cada minutos que passámos neste Teletexto a ver todas as páginas, e não descansámos enquanto não chegámos ao fim. 

Sem comentários:

Publicar um comentário