quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Aliens


Nome: Aliens
Editora: Electric Dreams Software
Autor: Software Studios (Mevlut Dinc, Mark Eyles), Pennsoft, Soft Machine, Focus Creative Enterprises
Ano de lançamento: 1986
Género: Acção
Teclas: Não redefiníveis
Joystick: Kempston, Interface Two
Número de jogadores: 1

O filme Aliens deu origem a várias conversões para o Spectrum, sendo esta, porventura, a mais famosa. No jogo tomamos conta de 6 personagens do filme, a inevitável Ripley, Gorman, Hicks, Vasquez, Burke e o andróide Bishop, cada um deles com características próprias, seguindo o enredo do filme muito de perto.

Assim, estamos dentro da nave Nostromo, verdadeiro labirinto e capaz de nos deixar completamente perdidos nas primeiras tentativas. Fazer um mapa das 255 salas da nave (ou estudar o mapa mais abaixo) é logo a primeira das tarefas. Sem sabermos onde estamos e para onde queremos ir, não vamos conseguir avançar no jogo.

Depois, temos também que ter dedo rápido no gatilho. Os aliens aparecem quando menos se espera, e além de termos em primeiro lugar que escolher a personagem que está sob ataque, temos apenas 1 tentativa para conseguir atingir o inimigo. Senão é morte certa e deixamos de ter acesso a essa personagem (a câmara que a segue desliga-se). Podemos conseguir à mesma terminar a missão, mas não nos devemos esquecer que cada uma das personagens tem características muito próprias e todas são importantes para sermos bem sucedidos.


No final, e com a ajuda da pequena Newt, única sobrevivente da antiga colónia e que vagueia pela nave aleatoriamente, teremos que encontrar a câmara da Rainha-mãe, que fica exactamente na parte mais inacessível da nave.

O ambiente do jogo é do melhor que já se viu em termos do Spectrum. Quase que ficamos no coração na mão quando ouvimos o alarme de inimigo por perto. Os gráficos são excelentes, o som frenético, a velocidade do jogo perfeita e apenas tem uma (grande) fragilidade: o teclado não é redefinível. E quando temos que usar as teclas de cursor, mais a tecla de fire (0), mais a tecla para entrar nas portas (space) e ainda uma tecla para aceder a cada um das personagens, o resultado é desastroso e implica muitas vezes não termos capacidade de reacção ou precisão para atingir os aliens. Só por isso o jogo não leva nota máxima.


Sem comentários:

Enviar um comentário