terça-feira, 5 de setembro de 2017

Prime Mover


Nome: Prime Mover
Editora: NA
Autor: Helpcomputer0
Ano de lançamento: 2016
Género: Plataformas
Teclas: Não redefiníveis
Joystick: Não
Número de jogadores: 1

O lançamento de Prime Mover no final de 2016 escapou-nos, talvez porque este não tenha sido disponibilizado para download, apenas sendo possível de se jogar online.  Ou talvez porque apesar das fortes parecenças, este não é um jogo para o Spectrum, antes um jogo inspirado no Spectrum. Mas mais vale tarde do que nunca e graças agora a um membro do fórum ZX Spectrum Directo da Arrecadação, chegámos até ele.

A ação de Prime Mover passa-se em 2155 e assumimos o papel de um astronauta, que equipado apenas com um propulsor e uma broca que permite destruir alguns inimigos e obstáculos, tem que ir a Phobos (lua de Marte), entrar nas instalações de pesquisa de minérios que perdeu contacto com a Terra, e desativá-la. Para isso tem que encontrar as três chaves que permitem chegar ao reator do núcleo. Mas até lá chegar terão que suar muito, pois são muitos os obstáculos que vos tentam impedir de cumprir com a missão, desde ácido que pinga do tecto, pedras e outros blocos que vos tentam esmagar ou atingir com os destroços, chamas, maquinaria variada não identificada, etc..


A jogabilidade até poderia ser bastante boa, mas as teclas selecionadas e não redefiníveis são tudo menos funcionais, fazendo baixar o potencial de diversão deste jogo. Custa a acreditar que ainda hoje, aquilo que poderia ser um excelente jogo, seja quase arruinado pela má definição das teclas. Esse problema era bem visível em alguns jogos da Ultimate, fazendo-se artificialmente aumentar o grau de dificuldade, o que para nós não tem qualquer sentido.

Mas mesmo com esta má escolha de teclas, depois de se adaptarem às mesmas e deixarem de confundir o salto, com o propulsor e com a seleção do objeto a usar, começam a avançar e a retirar dividendos, até porque apesar de começarem apenas com três vidas, têm a possibilidade de continuar o jogo (três vezes, no máximo), começando em pontos de controlo colocados para o efeito. Fazendo lembrar alguns programas criados com o motor La Churrera dos Mojon Twins, consegue ser melhor que a maioria. Já estão assim a ver que o tempo e precisão de salto é o fator principal para conseguirem ultrapassar os obstáculos.


Com gráficos e som bastante razoáveis, esperamos ansiosamente que o seu autor coloque a opção de redefinição de teclas e a inclusão de joysticks para tornar a experiência ainda mais gratificante. E já agora que o disponibilize para download, pois por enquanto apenas se consegue jogar online.

Quem se atrever a experimentar, pode fazê-lo aqui.

Sem comentários:

Enviar um comentário