quinta-feira, 20 de abril de 2017

Dead Space


Nome: Dead Space
Editora: NA
Autor: Radastan
Ano de lançamento: 2017
Género: Labirinto
Teclas: Redefiníveis
Joystick: Sinclair
Número de jogadores: 1

Dead Space é o novo jogo de Radastan, numa semana marcada por várias novidades para o Spectrum, sendo uma delas candidata a jogo do ano (Dizzy).

Nesta aventura fazemos parte da tripulação da estação científica Omega-Six, que foi infectada por uma experiência mal sucedida. A estação tem agora que ser urgentemente evacuada, mas apesar da maioria da tripulação ter-se transformado em mutantes que convém evitar (a não ser que queiram perder uma das vossas quatro vidas), existem onze sobreviventes que devemos resgatar e que estão escondidos no meio da estação, que não é mais que um labirinto de salas recheadas de inimigos e obstáculos.

A par dos mutantes, que embora tenham movimentos previsíveis seguem percursos que parecem feitos propositadamente para nos dificultar a vida, existem também campos de força que temos necessariamente que evitar, doutra forma seremos electrocutados.


Apenas temos as quatro teclas direccionais, não havendo possibilidade de eliminar os nossos inimigos, portanto a nossa acção resume-se a vaguear pelas diversas salas à cata dos sobreviventes, o que ao final de algum tempo se torna um pouco monótono. Por outro lado, e é mais uma das fragilidades deste jogo, o facto do número de sobreviventes que vamos resgatando não ficar visível, às páginas tantas já não sabemos quantos é que faltam serem encontrados para terminarmos a nossa missão.

Os gráficos são pequenos, mas funcionais, o som minimalista e a acção desenrola-se com uma boa fluidez, contribuindo para uma boa jogabilidade. Fosse o jogo um pouco mais profundo, talvez ter alguns puzzles ou tarefas para se cumprir, e poderia obter melhor pontuação. Quem sabe, futuramente, numa versão melhorada.

Dead Space é gratuito e pode aqui ser obtido.

Sem comentários:

Publicar um comentário