sábado, 26 de outubro de 2019

Programar em Assembly - GENS e MONS

Neste artigo, vamos referenciar como em casa (e também muitos developers profissionais), se escreviam programas usando assembly, no ZX Spectrum, nos anos 80.

O mais conhecido software (e na minha opinião) mais fácil de usar, eram um conjunto de utilitários conhecidos como MONS e GENS,  da Hisoft. Os dois juntos eram conhecidos como Hisoft Devpac.


O MONS é um monitor C/M / disassembler, isto é, permite listar programas de código máquina em assembly. O GENS um assembler, que permite escrever programas em mnemónica de Z80 e traduz em código máquina. Este vosso autor chegou a usar o GENS3 para aprender assembler, e o MONS3 para crackar turbo loaders.

Estes utilitários podem ser carregados em qualquer espaço RAM do ZX Spectrum, para ir disassemblando ou assemblando pedaços de código máquina em diversas posições de memória do ZX Spectrum. 

O GENS tem um editor próprio, pode-se usar em 32 ou 51 colunas, aceita as instruções documentadas do Z80, e permite gravar/carregar programas em source assembly Z80.


O MONS além de monitor C/M - debugging, pode fazer step-by-step debugging, e criar também breakpoints.


A versão mais conhecida do MONS/GENS era a 3, mas ainda chegou a sair o Hisoft Devpac 4 para ZX Spectrum +2. Este último permite usar as capacidades de 128KB da RAM, para tornar mais fácil escrever programas de uma só vez.

Por volta dos anos 90 começou-se a usar emuladores e desenvolver  para Spectrum noutros computadores, nomeadamente em MS-DOS. Hoje em dia o mais usual é fazer desenvolvimento / debugging com o auxílio de  emuladores, que é um ambiente muito mais prático e menos limitado.

Nota: a Hisoft também é conhecida pelo Hisoft C e Hisoft Pascal no ZX Spectrum.

Sem comentários:

Publicar um comentário