sexta-feira, 3 de setembro de 2021

Bootskell




Nome: Bootskell
Editora: NA
Autor: NA
Ano de lançamento: 2021
Género: Acção
Teclas: Não redefiníveis
Joystick: Sinclair
Memória: 48 K
Número de jogadores: 

O Japão começa definitivamente a entrar no mapa do ZX Spectrum. Depois de IADVD & Molomazo nos terem trazido Yopparai Sarariiman, que utiliza as sílabas Hiragana, chega agora Bootskell. Embora estando em inglês, a origem é japonesa, ou pelo menos assim parece. Talvez por isso, tenham cometido a "heresia" de escolher teclas completamente disfuncionais. Se o "WASD" já era mau, o que dizer de "IJKMSpace"? E é uma pena, pois arruinou o prazer que poderíamos ter tirado do jogo.

Bootskell é então um clone de Pengo. Ao longo de 10 níveis, com um grau crescente de dificuldade, temos que destruir os inimigos empurrando os blocos para cima deles. Mas esses podem fazer-nos o mesmo, pelo que temos que ter todo o cuidado para não ficarmos encurralados. Muitas vezes, o que acontece, é quando estamos prestes a enviar um bloco para cima do adversário, esse antecipa-se e faz-nos o mesmo. Depois de terminarmos o décimo nível, reinicia no primeiro.

Os gráficos são funcionais, a música agradável (é mesmo o melhor do jogo), e não fosse pela péssima decisão na escolha das teclas, e poderíamos estar perante um interessante desafio. Assim, rapidamente se parte para outra coisa que não provoque tendinites.

Sem comentários:

Enviar um comentário